13 DICAS PARA VOCÊ NÃO CAIR NO GOLPE DO FALSO SEQUESTRO

18/10/2016 sequestro

Quem nunca ouviu falar do golpe do falso seqüestro? É provável que você ou algum parente, vizinho, amigo, conhecido, etc., já recebeu uma ligação de criminosos que de alguma forma ou através de ameaça queria extorquir dinheiro ou cartões de créditos telefônicos. O crime acontece todos os dias, e a policia infelizmente não possui dados estatísticos, mas o número de casos que os criminosos concluíram o golpe ou aqueles no qual a vítima percebeu e desligou o telefone é incalculável.

A única barreira para este tipo de crime é a prevenção através da orientação conscientização. Para os criminosos não existe barreiras, desta vez, a vítima foi o vice-presidente José de Alencar que relatou ter recebido uma ligação no dia 25/04/10 dizendo que sua filha havia sido seqüestrada. Ele afirmou que o criminoso pediu R$ 50 mil. Até o vice-presidente acreditou que realmente era sua filha chorando. Mesmo com todo o esquema de segurança que existe, ele não impediu que tal autoridade sofresse ameaças. O histórico dos golpes dos falsos seqüestros tem sofrido algumas modificações, a cada instante eles mudam o “modus operandi”, no inicio era uma ligação telefônica na residência das vítimas exigindo a compra de cartões de créditos telefônicos ameaçava dizendo que iriam seqüestrar roubar ou matar alguém da família. A vítima, diante de tal ameaça, comprava os cartões e repassava as senhas aos criminosos. Com sucesso nos golpes, começaram a inovar criando o segundo tipo de golpe: O falso seqüestro. Aproveitavam a ausência de um integrante da família, ligam para sua residência e avisam que a pessoa ausente havia acabado de ser seqüestrada, pedindo como resgate um valor baixo e a compra de cartões telefônicos, prometendo que soltariam a suposta vítima no mesmo dia.

O terceiro caso era da seguinte maneira: Sem possuir informações da vítima ou apenas alguns dados, ligam se apresentando como policial ou bombeiro, informando sobre um acidente de trânsito. Começam a coletar informações de alguém da família e que esteja fora de casa. Sem saber, a vítima, aflita, informa o solicitado. Com base nas informações os criminosos mudam de conversa e anuncia o seqüestro. O quarto golpe é a promessa de prêmios. Uma ligação informando que o assinante da linha telefônica foi sorteado ganhando um computador, motocicleta, etc. Para dar tom de seriedade eles se apresentam com o nome de algumas empresas (TV Band, TV Globo, Nestlé, Embratel, TIM, etc.). Para a retirada dos prêmios. informam que é preciso comprar e repassar as senhas dos cartões de créditos telefônicos em menos de uma hora para não perder os prêmios, depois que a vítima passa a senha, está consumado o golpe.

Telefonema falso de cartão de crédito visa a adquirir número de segurança

O quinto caso, os bandidos fazem contato se passando por funcionário da operadora do celular. Dizendo que o aparelho foi clonado, solicitam que o mesmo seja desligado por uma hora para solucionar o problema. É o tempo necessário para entrar em contato com os familiares inventando a historia do seqüestro. A família tenta entrar em contato com a suposta vítima, como não consegue, acaba caindo na conversa dos criminosos. Recentemente o golpe de extorsão ganhou uma nova modalidade. O falso seqüestro ganha mais detalhes e faz novas vítimas a cada dia. Pelo telefone, criminosos, que muitas vezes estão presos, afirma que um parente da pessoa é mantido refém e exigem que a vítima faça depósitos bancários, ou marcam um determinado lugar para terceiros retirarem o resgate. Nesse último golpe, eles contam com a ajuda de criminosos que estão fora das cadeias. Truques usados pelos falsos seqüestradores têm feito a mentira parecer verdade. Simulando até a uma conversa, os criminosos também utilizam vozes do falso refém no suposto cativeiro chorando ou gritando para garantir o sucesso do golpe. Para você não ser a próxima vítima, e também orientar seus familiares e amigos e principalmente o executivo/autoridade no qual esteja trabalhando, veja o que pode ser feito para não cair no golpe. Caso aconteça as situações mencionadas, veja o que fazer:

1. não compre os cartões;

2. desligue o telefone;

3. quando eles percebem que não vão conseguir extorquir, eles desistem;

4. não se desespere você não está correndo risco.

5. Procure ter em casa se possível um identificador de chamadas, facilita muito a identificação, principalmente se for ligações de outros estados;

6. não tome atitudes precipitadas;

7. quando isso acontecer, procure primeiramente a pessoa que foi alva do suposto seqüestro;

8. evite conversar com o criminoso, finja que o telefone está com problemas, e desligue;

9. fale que ele ligou para o número errado, ou diga que você é apenas um empregado que começou a trabalhar há pouco tempo;

10. após esse tipo de ligação, deixe o telefone fora do gancho ou não atenda a ligações de números desconhecidos por algumas horas;

11. não atenda pedidos estranho para qualquer procedimento no celular;

12. não receba ligações a cobrar, principalmente quando o interlocutor for desconhecido;

13. procure orientar os familiares idosos, pois são as vítimas preferidas dos criminosos.

Para combatermos este tipo de crime, a prevenção e a orientação é a melhor solução, temos que conscientizar nossos clientes, no caso os executivos e autoridades, a equipe de segurança deve orientar quanto à medida de prevenção e o procedimento no caso de receber alguma ligação contendo alguma ameaça.

OUTRAS DICAS

Carnaval Seguro: saiba como proteger o seu imóvel

Além dos meses de julho e dezembro, época de férias escolares, o Carnaval também está no calendário de milhar...

LEIA MAIS

Celular: O objeto mais furtado atualmente

Atualmente você sabe qual é o objeto mais furtado no país? Já parou pra pensar? O aparelho celular tem sido ...

LEIA MAIS

Como se portar durante o assalto

Após o último ataque do PCC em São Paulo, 2 em cada 5 paulistanos mudaram radicalmente de comportamento em ...

LEIA MAIS